Vanessa Taylor, de A Forma da Água, será roteirista de Bad Blood

Sejam bem-vindos ao Jennifer Lawrence Brasil, sua fonte brasileira sobre a atriz. Jennifer é mais conhecida por seu papel como Katniss Everdeen na franquia Jogos Vorazes e por filmes do diretor David O. Russell, incluindo O Lado Bom da Vida, que lhe rendeu o Oscar. Aqui você encontra vídeos legendados, fotos e notícias diárias sobre a atriz. Espero que gostem!

Destaques

14
maio
2018
Vanessa Taylor, de A Forma da Água, será roteirista de Bad Blood

Vanessa Taylor, co-roteirista de A Forma da Água, será roteirista de Bad Blood, filme que será dirigido por Adam McKay e estrelado por Jennifer Lawrence. As informações são do Deadline.

O filme de Adam McKay falará sobre o escândalo de Silicon Valey. Jennifer irá interpretar Elizabeth Holmes, fundadora da Theranos, controversa empresa de exame de sangue.

Bad Blood será produzido por Gary Sanchez, Will Ferrell, Kevin Messick e Jennifer Lawrence. Vanessa Taylor, além de ter trabalhado em A Forma da Água, foi co-produtora executiva de 20 episódios de Game of Thrones e atualmente está adaptando o bestseller Hillbilly Elegy.

Mais sobre o escândalo da Theranos

Em escândalo milionário, fundadora de startup é acusada de mentir para investidores

Elizabeth Holmes, fundadora e executiva-chefe da startup Theranos (que desenvolve kits para testes de sangue), foi acusada de uma “fraude elaborada, que durou anos” pela Securities and Exchange Commission (a comissão que acompanha o mercado financeiro nos Estados Unidos). A acusação é de que ela e o ex-presidente da empresa Ramesh “Sunny” Balwani “alegadamente enganaram os investidores para que acreditassem que seu produto-chave – um analisador de sangue portátil – poderia realizar exames de sangue abrangentes a partir de gotas de sangue “, disse a SEC.

Theranos e Elizabeth concordaram fazer um acordo de US$ 500 milhões para pôr fim à acusação, mas não admitiram nem negaram as alegações. Elizabeth também está cedendo seu controle na empresa e reduzindo sua participação acionária na companhia.

A Theranos, uma empresa que prometeu revolucionar o acesso dos consumidores a informações de saúde, era uma queridinha do Vale do Silício que chegou a ser avaliada em US$ 9 bilhões. Holmes, tinha o perfil perfeito: uma executiva-chefe que abandonou a faculdade e que reuniu no conselho da empresa poderosos ex-líderes governamentais e militares com o objetivo de mudar o mundo.

Com a ideia de revolucionar os exames de sangue, a empresa levantou US$ 700 milhões de investidores. A promessa era fazer um exame com menos sangue e a um custo mais baixo do que nos sistemas tradicionais. Em 2015, apareceram as primeiras suspeitas sobre a companhia. Em vez de usar sua tecnologia para entregar os testes, ela estaria usando tecnologias já existentes – ela seria capaz de entregar apenas uma fra.

A SEC também alega que Theranos, Holmes e Balwani afirmaram que seus produtos eram usados ​​pelo Departamento de Defesa na guerra no Afeganistão e em helicópteros. No entanto, essa tecnologia nunca foi implementada pelo Departamento de Defesa, mesmo com James Mattis, que liderou o Comando Central dos EUA, tendo pressionado pessoalmente para que ela fosse implantada. Mattis mais tarde se juntou ao conselho da Theranos – ao qual ele renunciou para se tornar Secretário de Defesa.

“A história da Theranos é uma lição importante para o Vale do Silício”, disse Jina Choi, diretora do escritório regional da SEC em São Francisco, em um comunicado. “Os inovadores que procuram revolucionar e mudar uma indústria devem dizer aos investidores a verdade sobre o que sua tecnologia pode fazer hoje, e não apenas o que eles esperam que possa fazer algum dia”.

http://www.gazetadopovo.com.br/economia/nova-economia/em-escandalo-milionario-fundadora-de-startup-e-acusada-de-mentir-para-investidores-4np0ggklvfvcn44s0klvl3itk

 

Deixe seu comentário